Pacientes em tratamento de câncer precisam dobrar cuidados no frio

Shutterstock

O inverno está sendo mais rigoroso neste ano, por isso pacientes em tratamento de câncer precisam ter cuidados especiais em relação as baixas temperaturas. Nessas estações mais frias a sensibilidade aumenta ainda mais com os efeitos colaterais dos medicamentos quimioterápicos pois normalmente reduzem a imunidade, e com isso aumentam os riscos de resfriados, gripes e outras doenças respiratórias.

De acordo com a médica oncologista do Instituto Onco-Vida, Andreza Souto, as infecções respiratórias como resfriados e sinusite devem ser monitoradas para evitar maiores problemas. “Algumas medidas são importantes como: lavar sempre as mãos, evitar contato direto com pessoas que estejam com sintomas gripais, febre ou tosse produtiva, evitar ambientes fechados ou climatizados e nunca esquecer que se estiver em tratamento quimioterápico e apresentar febre, seu médico deve ser comunicado”, orienta a médica.

Outra forma de prevenção é a vacinação contra a gripe. Os pacientes com câncer que fazem quimioterapia têm um maior risco de contrair a Influenza e de apresentar infecções bacterianas associadas. “ Como regra geral, todos os pacientes devem ser vacinados contra a gripe, já que ela é feita de vírus morto, sem a capacidade de desenvolver a doença, porém é sempre recomendado consultar seu médico. Como o sistema imunológico pode ser comprometido pelo tratamento quimioterápico, a eficácia da vacinação pode ser menor em alguns pacientes”, comenta a Dra. Andreza.

PUBLICIDADE

Para aliviar os sintomas é importante manter-se agasalhado e reforçar a proteção das extremidades do corpo com o uso gorros, tocas, meias grossas e luvas. Além disso, alguns remédios tendem a provocar nos pacientes a sensação de formigamento ou choque, principalmente nas extremidades (mãos e pés), devido a tais medicamentos poderem causar pequenas modificações nas fibras nervosas periféricas, o que os médicos chamam de Neuropatia periférica, explica a médica oncologista do Instituto Onco-Vida, Andreza Souto.

Em relação aos sintomas de formigamento e choques, alguns cuidados simples podem ajudar a passar melhor pelo inverno, como consumir bebidas quentes como chás e café, evitar a ingestão de líquidos gelados e reduzir o contato com objetos frios. “Lembrando que essas alterações são comuns para alguns quimioterápicos e na maioria das vezes reversíveis. Quando o tratamento termina, a sensibilidade retorna ao normal”, diz a oncologista.

Dica
Durante o frio, a pele fica menos exposta, porém não totalmente protegida dos raios solares e com a quimioterapia a pele fica mais sensível, por isso o uso do filtro solar não deve ser dispensado.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo