Rollemberg ouve pleitos de dirigentes lojistas e do comércio varejista

Entre as principais demandas da categoria estão a ampliação do transporte público em áreas comerciais e segurança. Encontro ocorreu na tarde desta terça-feira (15).

Empresários dos setores de comércio e serviços reuniram-se, na tarde desta terça-feira (15), para apresentar demandas da categoria ao governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.O governador Rollemberg em reunião com os membros da Câmara dos Dirigentes Lojistas do Distrito Federal. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Os pleitos foram avaliados em dois encontros, na Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável. Um deles, com membros da Câmara dos Dirigentes Lojistas do Distrito Federal (CDL-DF) e o outro, com os do Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista).

Rollemberg agradeceu a oportunidade e disse que avaliará a possibilidade de fazer novas negociações com o segmento. “Temos muito interesse em identificar os gargalos na legislação que diz respeito à categoria, para melhorar a economia local e fomentar a criação de empregos”, afirmou.

Entre as principais demandas dos membros da CDL estão a necessidade de ampliação do transporte público para atender empresas da área de desenvolvimento econômico da Quadra 17 do Setor de Indústria e Abastecimento (SAI).
"Temos muito interesse em identificar os gargalos na legislação que diz respeito à categoria, para melhorar a economia local e fomentar a criação de empregos"Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

No local funcionam 150 empresas, que empregam cerca de 2,7 mil empregados. “Queremos mais segurança e qualidade de vida para aqueles trabalhadores”, destacou o presidente da entidade, José Carlos Magalhães Pinto.

Liderados pelo presidente do Sindivarejista, Edson de Castro, os empresários do segmento pediram destaque para o funcionamento do metrô e ampliação de horários dos ônibus que passam pelo Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN).

O titular da entidade solicitou ainda novas alternativas de negociação para o pagamento de impostos e a desburocratização de processos ligados a alvarás de funcionamento para empresas.

O secretário de Economia e Desenvolvimento Sustentável, Antônio Valdir Oliveira Filho, reforçou que a pasta está aberta para fortalecer o desenvolvimento do setor. “Não temos medido esforços para fomentar as áreas que geram emprego e renda no DF”, defendeu.

Rollemberg definiu as reuniões como parte do processo de diálogo constante com a categoria. “Acredito que Brasília tem vocação para ser um grande polo de serviços e de atividades que geram emprego. Devemos fazer um debate com qualidade”, apostou o governador.

Entre outros assuntos tratados na reunião de hoje estavam processos de licenciamento de postos de gasolina, segurança dos estacionamentos públicos no perímetro dos shoppings e combate ao comércio ilegal em Brasília.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo