DF teve 213 casos de violência sexual infanto-juvenil no primeiro semestre

Delmasso preside a CPI da Pedofilia

Os números de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes no Distrito Federal crescem assustadoramente. O deputado Rodrigo Delmasso (Podemos), presidente da CPI da Pedofilia, divulgou na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta terça-feira (12) que o DF registrou 213 casos de abusos sexual contra crianças e adolescentes no primeiro semestre deste ano.

Os números fazem parte de balanço feito pela secretaria de Direitos Humanos do Ministério da Justiça. No mesmo período, o número de casos deste tipo de violência em todo o País foi de 9.138. Delmasso disse que a situação precisa ser enfrentada com firmeza e considerou a situação gravíssima.

Para o distrital, o dado é triste é comprova o crescimento do problema no DF e em todo o Brasil. Segundo ele, a CPI da Pedofilia já tem indícios de que o DF faz parte de uma rede de aliciamento e produção de material para pedófilos.

De acordo com o balanço, 23, 4% (50) das vítimas têm entre 12 e 14 anos; 22,7% (47) entre 15 a 17 anos, e 20,1% (43) com idade de 8 a 11 anos. A pesquisa também revela que 80% das vítimas são do sexo feminino.

Delmasso informou ainda que o estudo avaliou também o perfil do abusador. Segundo a pesquisa, 67,8% dos abusadores são homens, 13, 3% tem entre 36 e 40 anos e 9,8% entre 18 e 24 anos. Outro número impressionante revela que 36,6% dos abusos acontecem dentro das casas das crianças e adolescentes. "Daqui a 30 dias estaremos comemorando o Dia da Criança, mas será que temos o que comemorar no DF, diante desta triste realidade?", lamentou ele.

A deputada Luzia de Paula (PSB) disse que fica entristecida "com uma estatística tão alta de um problema tão sério". Para ele, a sociedade deve juntar forças e promover campanhas de enfrentamento ao abuso sexual.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo