Governo de Brasília lança Bilhete Único e recarga de cartões pela internet

O governo de Brasília lançou, na manhã desta sexta-feira (22), o Bilhete Único e a recarga on-line de créditos para abastecer cartões do transporte público. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Melhorias para o transporte público foram anunciadas pelo governador Rodrigo Rollemberg e pelo secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, na manhã desta sexta (22), no Palácio do Buriti. Créditos poderão ser comprados on-line a partir de segunda (25)

O governo de Brasília lançou, na manhã desta sexta-feira (22), o Bilhete Único e a recarga on-line de créditos para abastecer cartões do transporte público. A compra pela internet estará disponível a partir de segunda-feira (25).

O anúncio foi feito pelo governador Rodrigo Rollemberg e pelo secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, no Palácio do Buriti, como parte das celebrações do Dia Mundial sem Carro. Com um grupo de dez cartões — quatro deles novos —, os usuários terão mais facilidades para acessar a integração do transporte público do Distrito Federal, o que vai resultar em economia para o cidadão.


Os cartões do metrô serão gradualmente substituídos pelo Bilhete Único. A troca permitirá que todos usem os ônibus e o metrô com o mesmo cartão. Além disso, haverá mais catracas para acesso às estações com o Bilhete Único, o que trará mais agilidade.




Três cartões (+Brasília Cidadã, +Estudante e +Vale-transporte) estarão disponíveis na nova versão a partir de segunda-feira (25) para quem for adquirir pela primeira vez ou tirar segunda via.


Os que já têm cartões que dão acesso à integração e a benefícios não precisam trocá-los, pois estarão automaticamente no Bilhete Único. Também não haverá necessidade de atualizar cadastros.


Apenas os usuários dos cartões Flex e Múltiplo do metrô deverão migrar — gradativamente — para o Bilhete Único. A Secretaria de Mobilidade orienta os passageiros a gastar todo o crédito já carregado no cartão para somente depois solicitar a troca. O modelo unitário do metrô continuará em vigor para os que usam o serviço eventualmente.










O secretário Fábio Damasceno destaca que, com mais locais para recarga, haverá mais interesse pelo cartão do Bilhete Único.


“Hoje, não temos postos do DFTrans [Transporte Urbano do Distrito Federal] para recarga no Guará. Uma pessoa que faz um trajeto para o Recanto das Emas não vai se deslocar até o Plano para colocar o crédito. Mas lá vai ter uma estação de metrô que agora vai atendê-la. Com a rede mais pulverizada, você dá mais acessibilidade efetivamente às pessoas”, exemplifica o titular da pasta de Mobilidade.


Ele ressalta ainda que o uso do cartão dá mais segurança aos passageiros. Além de não precisarem portar dinheiro, podem bloquear o cartão, caso o percam, e depois recuperar a quantia que estava creditada nele ao pedir uma segunda via.




Ao abdicar do cartão, muitos usuários também não aproveitam os benefícios da integração. Com o bilhete, pode-se pegar até três trajetos de diferentes preços, e será cobrada a quantia máxima de R$ 5.


Por exemplo: se alguém anda em uma linha circular interna, que custa R$ 2,50, depois opta pelo metrô, a R$ 5, e, por último, embarca em uma linha de curta duração, a R$ 3,50, o valor final de toda a viagem será de R$ 5, desde que pague com o cartão. Se essa mesma pessoa escolhesse usar dinheiro, pagaria, pelos mesmos percursos, R$ 11.


Além da economia financeira, outras vantagens que Damasceno pontua quando mais gente usa o cartão são a agilidade no embarque e o menor tempo de viagem.
Bilhete Único de Brasília: mais postos e facilidade de recarga on-line


Com a total integração de metrô e ônibus no DF, os usuários terão mais lugares para adquirir e recargar cartões (veja mapas).


Além de o DFTrans e a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) poderem compartilhar os postos, três novos serão abertos nos terminais de ônibus de Planaltina e de Brazlândia e no ponto do BRT na Rodoviária do Plano Piloto. Em breve, estão previstos mais quatro postos.


Para colocar créditos, são 33 postos, além da internet. Para se cadastrar e adquirir um novo, 20 postos — em oito deles é possível solicitar segunda via.
Onde adquirir


Pontos de recarga




A recarga pela internet poderá ser feita, a partir de segunda-feira (25), pelo portal do Bilhete Único de Brasília. Será emitido um boleto para pagamento. Após a compra, o prazo máximo para recarregar é de 48 horas.


O sistema é o mesmo já utilizado por empresas que oferecem o vale-transporte em cartão. Por isso, não houve gastos extras para o governo.
Atualização de cadastros e biometria facial


Outras medidas para implementação do Bilhete Único e para melhoria do sistema de transporte público do DF já foram adotadas pelo governo de Brasília neste ano. Um exemplo é a atualização de cadastros e testes de biometria facial para identificar fraudes.


A Linha 110, da empresa Piracicabana, que faz o trajeto Rodoviária-Universidade de Brasília (UnB), foi a escolhida para experimentar a tecnologia que tira fotos do passageiro e para compará-las com as do cadastro.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo