Menina de Barro aborda, com sensibilidade, o bullying nas escolas e agrada ao público

A atriz Rafaela Machado é protagonista do Menina de Barro

Com a sala do Cine Brasília lotada, a Mostra Brasília exibiu, nesta terça-feira (19), o curta-metragem O menino leão e a menina coruja e o longa Menina de Barro. Ambos adotam o protagonismo infanto-juvenil e foram bastante aplaudidos pela plateia. A mostra faz parte da 50ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Do diretor brasiliense Vinícius Machado, o Menina de Barro narra a luta de Diana, uma garota de 12 anos, superdotada, para combater o bullying em sua escola. A jornada do herói inspirou o diretor que elegeu valores solidários para a personagem. "O respeito pelos outros precisa ser valorizado; esta foi a mensagem que procurei passar com a maior clareza, mesmo porque os tempos confusos em que vivemos pedem essa clareza", afirmou Machado. Transversal à temática do bullying, o longa aborda a questão do suicídio juvenil. "Existem pessoas vulneráveis e esse tema precisa ser debatido", disse. O diretor espera que o filme possa inspirar o sistema educacional e também incentivar a execução de filmes com baixo orçamento. 

O Menina de Barro foi feito com orçamento de apenas R$ 10 mil arrecadados por crowdfunding, modelo de financiamento coletivo que conta com uma rede de doadores. Por isso, o Coletivo Família de Barro leva o crédito como organização produtora oficial do filme.

Já o curta O menino leão e a menina coruja, do diretor Renan Montenegro, adota o protagonismo infantil por meio da fábula. As figuras dos animais destacam as características das pessoas, segundo o diretor, que enfatizou o crescimento da Mostra Brasília.

Troféu Câmara Legislativa - A Mostra Brasília, em sua 22ª edição, destaca a produção do Distrito Federal. O Troféu Câmara Legislativa foi criado em 1996 para dar reconhecimento à produção audiovisual da cidade. Neste ano, quatro longas e 13 curtas participam da edição. Ao todo, os 17 filmes disputam uma premiação de R$ 240 mil.

Novidade desta edição é o voto do júri popular, que está sendo feito com o uso de aplicativo. A divulgação dos resultados será no dia 24, último dia do Festival. A mostra segue até o dia 22 com início das exibições às 18h 30 no Cine Brasília. A entrada é franca.

Outra novidade desta edição da Mostra Brasília é o debate que acontece logo após a exibição dos filmes entre os diretores e o público, com a presença do elenco. A plateia pode participar do evento, fruto da parceria entre a Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB) e a Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Franci Moraes
Foto: Silvio Abdon
Comunicação Social - Câmara Legislativa

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo