Comissão aprova obrigatoriedade de psicólogo em escolas com mais de 500 alunos

Imprimir Comissão aprova obrigatoriedade de psicólogo em escolas com mais de 500 alunos.

Comissão determina que bibliotecas públicas tenham software para atender deficientes visuais

A Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) aprovou na manhã desta terça-feira (25), 17 projetos de lei e 32 indicações legislativas com sugestões ao Poder Executivo. Destaque para o PL n° 1.415/2017, de autoria de Wasny de Roure (PT), que estabelece a obrigatoriedade da presença de pelo menos um psicólogo em cada escola pública do DF que tenha pelo menos 500 alunos.

A ideia é que os profissionais desenvolvam ações voltadas à melhoria da qualidade do processo de ensino-aprendizagem, com participação da comunidade escolar, atuando na mediação das relações sociais e institucionais. "O trabalho deverá considerar o projeto pedagógico das redes públicas de educação básica e dos estabelecimentos de ensino", observa Wasny.

Outro projeto aprovado pela CESC é do deputado Delmasso, que institui a Política Distrital de Prevenção e Combate à Surdez na Infância e em Recém-Nascidos" (1.358/2016). O deputado também teve aprovada a inclusão do Dia do Comunicador Cristão no Calendário Oficial do Distrito Federal (1.221/2016).

Do deputado Robério Negreiros, o projeto de lei n° 1.250/2016 determina a instalação de software nas bibliotecas públicas do DF para uso de deficientes visuais. Também aprovado pela CESC está o PL n° 957/2015, de Luzia de Paula (PSB), que substitui a utilização do nitrato de prata pela Iodopovidona em solução aquosa a 2,5% na prevenção da conjuntivite neo-natal.

Bruno Sodré
Foto: Rinaldo Morelli
Comunicação Social - Comunicação Social

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo