Diálogos Inspiradores: Câmara Legislativa debate modelo de cidades lixo zero

Debate com especialistas internacionais

A Câmara Legislativa do Distrito Federal reunirá nesta quinta-feira (26.10), às 9 horas, no Auditório Lindberg Aziz Coury, representantes do movimento internacional de organizações que disseminam o conceito e princípio do lixo zero pelo mundo para discutir tecnologias, processos e cases relacionados à construção de uma cidade lixo zero e os efeitos dessa escolha sob a ótica econômica, social, ambiental, cultural e política.

O evento é gratuito, aberto ao público, terá tradução simultânea, e integra ciclo de debates "Diálogos Inspiradores: Brasília, a cidade que queremos". Marcará também o lançamento do Congresso Internacional Cidades Lixo Zero, que ocorrerá em Brasília, de 8 a 10 de maio de 2018.

O ciclo de debates "Diálogos Inspiradores" tem por objetivo estimular o diálogo com as lideranças e a população do Distrito Federal, de modo a contribuir para a formação de uma visão de futuro e para o planejamento de políticas públicas.

Confirmaram presença neste "Diálogos Inspiradores" Pal Martensson, mentor do "Let's do It! ", movimento mundial de cidadania e cuidado com o meio ambiente, cujo objetivo é a conscientização em relação ao descarte correto do lixo; Leslie Lukács, fundadora do Green Initiatives for Venues and Events (GIVE), organização dedicada a aumentar a conscientização para implementação de programas de sustentabilidade ​​e lixo zero em locais e eventos especiais; e o presidente do Instituto Lixo Zero Brasil, Rodrigo Sabatini.

Não enterre, não queime, recicle – Lixo zero é um conceito de vida (urbano e rural), no qual o indivíduo e todas as organizações das quais ele faz parte passam a refletir e se tornam conscientes dos caminhos e finalidades de seus resíduos antes de descartá-los.

Segundo o conceito estabelecido pela Zero Waste International Alliance (ZWIA), movimento internacional de organizações que disseminam o conceito pelo mundo, lixo zero é "uma meta ética, econômica, eficiente e visionária para guiar as pessoas a mudar seus modos de vidas e práticas de forma a incentivar os ciclos naturais sustentáveis, onde todos os materiais são projetados para permitir sua recuperação e uso pós-consumo. "

Uma gestão lixo zero é, portanto, aquela que não permite que ocorra a geração do lixo (mistura de resíduos recicláveis, orgânicos e rejeitos). Disso decorre a busca de soluções alternativas, promovidas pela sociedade civil, que têm chamado a atenção pelos seus resultados e eficiência relacionados à regra "não enterre, não queime, recicle! "

Congresso Internacional – "Queremos discutir os cenários do Brasil, Europa e Estados Unidos, bem como boas práticas pelo mundo", resume Rodrigo Sabatini, que, além de fundador e presidente do Instituto Lixo Zero Brasil, integra corpo de conselheiros da ZWIA que preparam o Congresso Internacional Cidades do Lixo, marcado para maio do próximo ano em Brasília.

Pal Martensson e Leslie Lukács também fazem parte desse corpo de conselheiros da ZWIA. Além de Mentor do "Let's do it! ", Martesson é coordenador do Departamento de Gestão de Resíduos e Recursos Hídricos da cidade de Gotemburgo, Suécia; e diretor do Zero Waste Europe.

Já Lukács é diretora da ZWIA e co-fundadora da Compost Coalition of Sonoma County, instituição formada por cidadãos e organizações que juntam esforços para manter e processar materiais orgânicos em Sonoma (Califórnia).

CLDF

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo