Distritais repudiam declaração de chefe da Casa Civil contra servidores

Wellington Luiz disse que declaração de Sergio Sampaio foi lamentável
Alguns deputados distritais repudiaram na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta terça-feira (3) declaração do chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio, veiculada pela mídia, contra servidores públicos. De acordo com o deputado Wellington Luiz (PMDB), Sampaio teria atacado os servidores da saúde e da polícia civil ao criticar a carga horárias destas categorias.

Para Wellington Luiz, a colocação foi lamentável. O deputado convidou o chefe da Casa Civil para acompanhar um dia de trabalho em uma delegacia de polícia para ele ver de perto as dificuldades encontradas pelos policiais. "Quem não trabalha é este governo, que ataca os servidores porque não tem argumentos", completou.

O deputado Wasny de Roure (PT) afirmou que o ataque aos servidores públicos se tornou uma atitude continuamente repetida pelo governo. O deputado lembrou que outras categorias também vêm sendo ofendidas pelo GDF, como a chamada carreira "socioeducativa". Wasny também criticou a barganha política com os cargos comissionados, praticada pelo governo.

Na opinião do deputado Cláudio Abrantes (sem partido), Sérgio Sampaio repete o que o governador Rodrigo Rollemberg vem fazendo desde o início do seu governo. Para ele, a declaração é uma demonstração clara do tratamento desrespeitoso e humilhante do governo com a polícia civil.

Desculpas – O líder do governo, deputado Agaciel Maia (PR), considerou que Sampaio foi infeliz em sua declaração, mas destacou que ele já veio a público para se retratar e pediu desculpas. Maia disse que a polícia civil merece respeito e aplauso.

Luís Cláudio Alves
Fotos: Carlos Gandra
Comunicação Social - Câmara Legislativa

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo