Rollemberg ouve demandas de pessoas com deficiência

Representantes de entidades foram recebidos pelo governador de Brasília na tarde desta quarta (29), no Palácio do Buriti.

Representantes de entidades ligadas aos direitos das pessoas com deficiência estiveram no Palácio do Buriti na tarde desta quarta-feira (29) para apresentar demandas ao governador Rodrigo Rollemberg.O governador Rollemberg recebeu representantes de entidades ligadas aos direitos de pessoas com deficiência no Palácio do Buriti nesta quarta-feira (29). Foto: Nilson Carvalho/Agência Brasília

Entre os assuntos tratados como prioridade estava a necessidade de elaborar medidas de inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, nos âmbitos público e privado.

O governador de Brasília disse que estudaria as possibilidades, como a criação de um edital da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) focado em tecnologias assistenciais e a articulação de cursos de capacitação e de linhas de crédito do Prospera voltadas para pessoas com deficiência.

Para atender os autistas, a ideia é que seja criado um centro de referência em educação e saúde para fortalecer o atendimento precoce e que sirva como espaço de formação de pais e professores.

Outra solicitação feita ao governador é a de uma legislação para garantir que professores da rede pública com deficiência tenham prioridade ao escolher as turmas com as quais trabalharão, como forma de assegurar a eficiência do ensino.
Recadastramento de pessoas com deficiência no Bilhete Único

Ainda entre os pedidos estava a necessidade de desburocratizar a gratuidade do Bilhete Único. O grupo questionou a apresentação de um novo laudo médico para quem tem deficiência permanente.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade, o documento não será obrigatório no caso daqueles que já o tinham cadastrado e usufruem do benefício.

Quem ainda não tem o laudo deve anexá-lo à documentação para garantir o benefício. Aqueles que usam a gratuidade no transporte público do Distrito Federal precisam atualizar o cadastro até 15 de dezembro pela internet, no portal do Bilhete Único.

Os que precisarem de ajuda no cadastramento podem procurar a Coordenação de Promoção das Pessoas com Deficiência do DF, que fica na Estação de metrô Cidadania, na 112 Sul, ou um dos 32 núcleos da Defensoria Pública do DF.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo