Tempo integral na rede estadual tem de experimentos científicos a aulas de MasterChef

Metodologia da SED é baseada no incentivo ao protagonismo juvenil, que consiste em ensinar os alunos a encontrar soluções para os problemas do dia a dia.

As escolas estaduais de tempo integral de Mato Grosso do Sul têm oferecido em seu currículo complementar experiências diversificadas com o objetivo de enriquecer o aprendizado. A programação inclui desde aulas no estilo MasterChef com convidados ilustres da culinária sul-mato-grossense a experimentações em robótica que extrapolam os muros da escola para beneficiar a comunidade.

Denominada Escola da Autoria, a metodologia inovadora de ensino foi implantada em doze escolas de tempo integral do Estado – situadas em Campo Grande, Dourados, Corumbá, Maracaju e Naviraí. Além da base curricular comum, elas desenvolvem um rol de disciplinas semestrais temáticas para enriquecer o currículo.

As escolas da Autoria participaram da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, onde MS ficou no topo do ranking dos estados em número de atividades cadastradas. Foram 1.930 ações realizadas em 59 cidades e 304 entidades parcerias.

Os estudantes podem escolher entre as opções disponíveis aquilo que querem aprender. Até aulas de grafite integram a lista, disponibilizada de acordo com as preferências e estrutura de cada comunidade escolar. “Aqui você aprende para a vida, se aprofunda nas matérias e passa não apenas a estudar, mas a entender de maneira natural”, conta o estudante Dartagnan Pereira Fernandes, aluno de uma das escolas integrais da Capital.

“Os alunos aprendem com mais facilidade quando relacionam os conceitos com práticas fora da sala de aula”, explica o professor de Física da EE Lúcia Martins Coelho, Lauro da Rosa, sobre o sistema de ensino desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (SED) e que atende às diretrizes nacionais da educação.

Em seu primeiro ano de funcionamento, o programa já registra excelentes resultados da comunidade escolar, ajudando a combater um problema que por anos assolou a educação brasileira: a falta de aplicabilidade do ensino dado em sala de aula. A rotina e as experiências de aprendizado desses alunos são tema da série de matérias que serão publicadas a partir desta segunda-feira (4.12).

Emilia Sbrocco Dorsa – Secretaria de Estado de Educação (SED) e Danúbia Burema – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo