Riacho Fundo I recebe mais uma etapa do Cidades Limpas

Foco principal desta vez será a limpeza das margens do Córrego Riacho Fundo e a poda de árvores. Neste ano, o programa retornará às regiões já atendidas.

O Riacho Fundo I recebe a partir desta segunda-feira (2) mais uma etapa do Cidades Limpas. Trata-se da 34ª edição do programa. A força-tarefa, com a participação de 19 órgãos do governo, ficará na região até o dia 14.O secretário de Cidades, Marcos Dantas, anunciou o início das atividades da 34ª edição do programa Cidades Limpas no Riacho Fundo I.

O principal foco desta vez será o parque ecológico, com a limpeza das margens do Córrego Riacho Fundo. Serão retirados entulhos e outros materiais que estiverem acumulados perto do espelho d’água.

Também será feita a poda de árvores que foram mapeadas em pelo menos 14 pontos por terem risco de atingir a rede elétrica. A intenção é evitar curtos-circuitos.

O principal foco desta vez será o parque ecológico, com a limpeza das margens do Córrego Riacho Fundo. Serão retirados entulhos e outros materiais que estiverem acumulados perto do espelho d’água

Além disso, ocorrerão, espalhadas pela região, ações de tapa-buracos, revitalização da iluminação pública, capina e roçagem, remoção de entulho, recuperação de sinalização das vias e combate ao mosquito Aedes aegypti.

Da primeira vez que esteve no Riacho Fundo, em junho do ano passado, o governo revitalizou faixas de pedestres, desobstruiu bocas-de-lobo e pintou meios-fios.

Na ocasião, foram visitadas 58 casas para combater o mosquito da dengue, recolhidos 2.924,88 toneladas de entulho e a podadas 293 árvores. Ainda houve serviços de tapa-buracos e manutenção na rede elétrica.
Programa Cidades Limpas

Articulada pela Secretaria das Cidades, a força-tarefa foi lançada em 2016 e tem o objetivo de proporcionar a melhoria das regiões administrativas por meio de ações de limpeza, conservação e urbanização.

“Esse programa tem modificado a qualidade de vida da população e influenciado na melhoria da saúde e da segurança pública”, disse o secretário de Cidades, Marcos Dantas, no lançamento desta manhã, na Praça Central.

“Esse programa tem modificado a qualidade de vida da população e influenciado na melhoria da saúde e da segurança pública”Marcos Dantas, secretário das Cidades

De acordo com ele, o planejamento para as intervenções que cada lugar recebe é baseado em dados da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, que mostram as manchas criminais no DF e identificam problemas que precisam ser resolvidos. “Nós melhoramos a infraestrutura nos locais mapeados”, resumiu.

O programa já passou nas seguintes áreas: Gama, Itapoã, Paranoá, Ceilândia, Brazlândia, Estrutural, Planaltina, São Sebastião, Fercal, Sobradinho II, Vila Planalto, Guará, Sobradinho I, Samambaia, Taguatinga, Riacho Fundo I, Santa Maria, Recanto das Emas, Riacho Fundo II, Águas Claras, Varjão, SAAN, Jardim Botânico, Lago Sul, Park Way, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Lago Norte, Gama, Sudoeste, Octogonal e Cruzeiro.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.