Câmara Legislativa inaugura Praça Cívica

Projeto foi autorizado pelo Iphan

Às margens do Eixo Monumental, o hasteamento das bandeiras do Brasil, do Mercosul, do Distrito Federal e da Câmara Legislativa marcou a inauguração da Praça Cívica do Poder Legislativo local na manhã desta quarta-feira (30). Ao hastear as bandeiras, o deputado Wasny de Roure (PT) destacou que "este é o pavilhão do povo brasileiro", um modo de honrar "a herança dos nossos antepassados". De acordo com Wasny, autor da proposta, a praça cívica simboliza hoje "a retomada da esperança" diante das adversidades.

O espaço resgata "o civismo, o patriotismo e o significado de nação", segundo o deputado Robério Negreiros (PSD), que defendeu a transmissão desses valores às futuras gerações. O parlamentar ressaltou a acessibilidade do local, com placas em braille. Defensor da inclusão de pessoas com deficiência, Negreiros agradeceu aos intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras), que acompanharam a solenidade. O evento contou também com a banda do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, entre outros participantes.

Plano Urbanístico – A praça cívica compõe a área da sede da Câmara Legislativa, instalada no complexo urbanístico do Eixo Monumental de Brasília. Por sua localização, a Casa deve cumprir as diretrizes de áreas tombadas, uma vez que o projeto urbanístico de Lúcio Costa é patrimônio cultural da humanidade. Por esse motivo, inclusive, o projeto básico da praça cívica precisou da anuência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que zela pela manutenção do plano urbanístico da Capital.

A Amorin Construtora foi a responsável pela obra, cuja autoria do projeto ficou a cargo do escritório Projeto Paulista, vencedor do concurso para a construção da sede da CLDF. Os projetos complementares e supervisão dos trabalhos foram da equipe de arquitetura e engenharia da Casa.

Fonte: CLDF
Foto: Silvio Abdon

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.