DF registra menor temperatura para o mês de maio em três anos

Foto: José Cruz/EBC

Na madrugada desta segunda-feira (21) a mínima registrada foi de 9,3 ºC. Depois da chuva registrada no sábado (19), o Instituto Nacional de Meteorologia indica que dificilmente deve chover até o fim do mês.

O frio chegou surpreendendo os brasilienses neste fim de semana e, nesta segunda (21), não foi diferente. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a madrugada registrou a menor temperatura dos últimos três anos para o mês de maio: 9 ºC. Ao longo da semana, a temperatura devem ficar entre 11 ºC e 26 ºC.

Segundo o meteorologista Hamilton Carvalho, a baixa temperatura foi provocada pela passagem de uma frente fria na região. “Essa passagem trouxe a chuva do fim de semana e deixou uma massa de ar frio no DF”, informou. A presença de chuva na capital federal, porém, está descartada até a próxima quinta-feira (24). “Encerra-se o período chuvoso no DF em maio, mas não descartamos a possibilidade de precipitações isoladas, como as ocorridas neste fim de semana”, pondera.

O meteorologista afirmou ainda que as temperaturas irão cair ainda mais nos próximos meses. “Historicamente, as temperaturas mais baixas registradas na região acontecem nos meses de junho e julho. Em maio, no entanto, o frio e a seca já começam a se acentuar”, explica. Hamilton informou também que as chances de chuvas nos próximos meses são remotas. “Em alguns anos, chegou a chover uma ou duas vezes nestes meses, mas o normal é que não ocorram precipitações”, concluiu.

Ano mais frio

De acordo com Carvalho, 2018 está sendo mais frio e com mais chuvas do que os anos anteriores. “As temperaturas estão mais baixas. Nos últimos três anos, as precipitações foram abaixo do esperado e as temperaturas registradas ficaram mais altas”, explica. Até maio, todos os outros meses deste ano registraram um acumulado de chuvas maior do que a média histórica.

Inverno próximo

Faltam 30 dias para o inverno, que começa no dia 21 de junho e acaba no dia 22 de setembro. Segundo o meteorologista, a estação deste ano deve ser mais intensa do que nos anos anteriores. “O inverno deve seguir a tendência de 2018 e ter temperaturas um pouco mais baixas que 2017, 2016 e 2015”, finaliza Carvalho.

Fonte: Jornal de Brasília

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.