Figuras de Brasília: Márcia Kubitschek

Márcia Kubitschek nasceu no dia 22 de outubro de 1943, em Belo Horizonte. É a única filha
biológica de Juscelino e Sarah Kubitschek e veio ao mundo em um parto com muitas
complicações, que lhe deixou sequelas pelo resto da vida.

Aos 10 anos de idade descobriu um sério problema na coluna vertebral, o que a levou a ser
operada na Europa pelo melhor ortopedista da época. Foi curada, mas, poucos anos depois,
contraiu uma grave tuberculose e ficou à beira da morte. Foi então que sua mãe fez uma
promessa a Nossa Senhora de Fátima comprometendo-se a construir uma igreja se a filha
ficasse curada. Márcia ficou boa e Sarah Kubitschek pediu a Oscar Niemeyer para projetar
uma pequena igreja na capital que já estava sendo construída: a Igrejinha da 307/308 Sul.Márcia (esq.) com seus pais e a irmã adotiva Maria Estela

Márcia formou-se em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e
trabalhou em jornais como O Última Hora, Jornal do Brasil e na revista Manchete.
Em 1982, filiou-se ao PMDB, sendo eleita deputada federal pelo DF em 1986, atuando na
Assembleia Nacional Constituinte. Em 1989, ingressou no PRN a pedido do candidato a
presidente Fernando Collor, do qual quase foi vice. Mas preferiu disputar as eleições no
Distrito Federal como vice de Joaquim Roriz. Eles venceram o pleito.Márcia como deputada constituinte em 1988

Durante o processo de impeachment de Collor, Márcia desligou-se do PRN. Em 1994,
disputou uma cadeira no Senado pelo PP, mas não venceu. De 1996 a 2000 foi vice-
presidente da Embratur no governo Fernando Henrique Cardoso.

Márcia Kubitschek morreu em 2000, aos 56 anos, por complicações de uma cirrose
hepática. Deixou três filhas e quatro netas.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.