Izauci Lucas: da Câmara Federal para o Senado

Nascido em Araújos (MG), Izalci Lucas (PSDB) é hoje uma das figuras em ascensão da política do Distrito Federal. A sua atuação tem como trabalho de base a educação de qualidade, que segundo o futuro senador, é a base de desenvolvimento para qualquer país. A exemplo de outras famílias que chagaram a capital federal em busca de melhoria de vida, os pais de Izalci vieram para a nova capital da República com o objetivo de investir no futuro dos filhos, e assim, o tempo construiu uma liderança para a política local.

Antes de entrar para a política, Izalci teve forte atuação em movimentos sindicais. Com formação para atuar como professor e contador, viu a necessidade de trabalhar em prol da melhoria do setor educacional do DF e do Brasil. E desde então, a sua militância se intensificou em liderança sindical. Dentre suas atuações a de maior repercussão é o programa Cheque-Educação, que usa vagas de escolas particulares para conceder a alunos carentes. O projeto de Izalci foi precursor do Programa Universidade para Todos, o ProUni. Entre suas atuações de maior notoriedade, foi presidente do Sindicato dos Contadores do DF e presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF.

O ingresso na política se deu em 1998, quando se candidatou pela primeira vez a um cargo eletivo. Izalci Lucas disputou uma cadeira na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), conseguindo o número de votos necessários para a primeira suplência. Tentou novamente pleitear ao cargo nas eleições de 2002, conquistando uma das cadeiras da CLDF. Devida a sua experiência na área educacional, Izalci foi convidado pelo então governador Joaquim Roriz para comandar a Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF. A partir de então, deu-se início a ascensão política de Izalci.

No ano de 2006 Izalci decidiu progredir na sua atuação política. Disputou pela primeira vez uma das cadeiras da Câmara Federal. A quantidade de votos não chegou a eleger Izalci, que ficou na primeira suplência. Mesmo assim, não ficou de fora da política, sendo reconduzido à Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF pelo governador José Roberto Arruda.

Em 2010, pleiteou novamente uma vaga para a Câmara Federal. Com mais de 97 mil votos, Izalci conseguiu uma das oito vagas do DF para a Câmara Federal. Nas eleições de 2014, disputou pela terceira vez uma das vagas e com mais de 70 mil votos, foi o candidato mais votado entre os brasilienses.

Dentre suas atuações na Câmara Federal, Izalci se destacou em comissões como a da Educação e da Ciência e Tecnologia. Presidiu a bancada mista no Congresso Nacional que expandiu o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), além de criar projetos de fomento à Ciência e Tecnologia, como a Emenda Constitucional 85, conhecida também como PEC da Inovação.

Após analisar com afinco o cenário de polarização política, nas eleições de 2018 Izalci Lucas decidiu que era hora de dar um passo além na carreira política. Ao decidir disputar uma das vagas ao Senado Federal, o tucano avaliou que este é o momento da sigla se transformar, deixar de ser um mero partido coadjuvante e exercer um papel principal na política do DF, promovendo o desenvolvimento e o bem-estar à população que vem sofrendo nos últimos anos.

E assim, o tucano mostrou que existe um novo jeito de fazer política. Com poucos recursos e poucos aliados, Izalci ficou em segundo lugar na disputa ao Senado Federal e conseguiu uma das cadeiras para representar o DF no Senado Federal a partir de 2019, com mais de 400 mil votos.

Fonte: Pelo Mundo DF

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.