UnB cria espaço para produção de conhecimento em direitos humanos

Local vai reunir cerca de 900 títulos, promover debates, sessões de cinema e pesquisas.

Por Luiza Garonce, G1 DF

Alunos estudam na biblioteca da UnB, no campus da Asa Norte — Foto: Murilo Abreu/Secom UnB


A Universidade de Brasília (UnB) anunciou a criação de um espaço de compartilhamento e produção de informações sobre direitos humanos na Biblioteca Central (BCE). O local será inaugurado no dia 20 de novembro e vai reunir cerca de 900 obras selecionadas por professores e membros do Conselho de Direitos Humanos da UnB.

São livros de diversas áreas do conhecimento, como direito, literatura, ciência política e saúde. "Parece muito, mas essas obras vão encher umas quatro estantes", disse a bibliotecária Ana Flávia, ao comparar o acervo aos 1,5 milhão de títulos disponíveis na Biblioteca Central da UnB.

"A ideia é que as prateleiras sejam ocupadas com novas publicações e traduções, a partir da demanda da comunidade acadêmica."

Fachada atual da Biblioteca Central da universidade — Foto: UnB Agência

O Espaço Direitos Humanos vai funcionar no primeiro subsolo da biblioteca, em frente ao salão de estudos do Multimeios. Além dos livros, o local vai contar com um ambiente de convivência e uma exposição fotográfica permanente. O acesso aos livros e as atividades são abertos à comunidade externa.

Reação ao vandalismo

Detalhe de livro de direitos humanos da Biblioteca Cenntral da UnB que foi encontrado rasgado — Foto: Arquivo pessoal/Divulgação

Inicialmente o objetivo da nova sala era concentrar a bibliografia sobre o tema em um só lugar, o que facilitaria o acesso às obras e a identificação de necessidades de acervo. No entanto, depois da destruição de sete livros sobre a história da luta por direitos humanos, em outubro, a BCE decidiu ampliar o projeto.

"Pensamos que seria interessante criar um espaço para incentivar o debate sobre isso, com reuniões e até exibição de filmes."

Dos sete livros encontrados rasgados, quatro eram sobre direitos humanos, um sobre a história do movimento pagão na Europa e dois sobre o Movimento Renascentista. Até agora, ninguém foi responsabilizado pelo vandalismo.

Livros doados por estudantes da UnB para substituir obras sobre direitos humanos rasgadas na biblioteca — Foto: Letícia Carvalho/G1


Cerca de uma semana após o episódio, alunos do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos doaram obras para repor os exemplares destruídos e reforçar o acervo. Segundo Ana Flávia, foram aproximadamente 200 itens.
As obras ainda estão sendo higienizadas e catalogadas para entrar nas prateleiras da nova sala. Câmeras de segurança foram instaladas dentro da Biblioteca Central para evitar novos casos de danificação de livros.

Serviço

Inauguração do Espaço Direitos Humanos
Data: 20 de novembro 
Hora: 17h
Local: 1º subsolo da Biblioteca Central da UnB (BCE)

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.