Pastel Bolsonaro vendido na rodoviária de Brasília vira 'petisco da posse'

Quitute custa R$ 4,50 e tem as cores do Brasil no recheio de ricota, espinafre e pêssego em calda.

Por G1 DF e TV Globo

Pastelaria de Brasília lança "pastel Bolsonaro" no dia da posse do presidente — Foto: Laura Tizzo/ TV Globo


Um pastel que tem no recheio as cores da bandeira do Brasil foi criado especialmente para a posse do novo Presidente da República. O pastel Bolsonaro, anunciado nesta terça-feira (1º) em uma das mais conhecidas pastelarias de Brasília, na rodoviária do Plano Piloto, leva ricota, espinafre e pêssego em calda.

Ele começou a ser produzido às 11h30, quando o público já passava pela rodoviária em direção à Esplanada dos Ministérios. O quitute, também chamado de "petisco da posse", custa R$ 4,50.

Conheça brasileiros que viajaram quilômetros para acompanhar a posse

Até as 13h, cerca de 20 pastéis foram vendidos. “O pessoal está tirando mais foto por enquanto”, disse ao G1 uma funcionária da Pastelaria Viçosa.

No começo da noite, com o público que participou da cerimônia voltando para casa, os funcionários comemoravam. "Foram mais de 600 pastéis vendidos", disse um deles, para logo aumentar a conta, "não, foram uns mil", emendou.

Acompanhe cerimônia ao vivo

Sósia de Bolsonaro?


Motorista de ônibus do Rio de Janeiro veio a Brasília para a posse e se disse sósia de Bolsonaro — Foto: Pedro Borges/ TV Globo

Entre as pessoas que participaram da cerimônia na Praça dos Três Poderes, um motorista de ônibus de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, se dizia sósia de Bolsonaro.

Gilcimar de Moraes volta para casa nesta quarta (2), mas aproveitou o primeiro dia de 2019 como se fosse uma celebridade. De terno, gravata e faixa presidencial, ele posou para fotos e vibrou com "os 15 minutos de fama".

Público de 115 mil pessoas


Chegada de público para acompanhar o evento de posse do presidente, em Brasília — Foto: Fábio Tito/G1

Segundo o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), 115 mil pessoas estavam na Praça dos Três Poderes por volta das 17h, quando Jair Bolsonaro recebeu a faixa presidencial das mãos de Michel Temer.

Por volta das 19h, quando a comitiva presidencial e convidados foram para o Palácio do Itamaraty – onde Bolsonaro participa de um coquetel para convidados – o público começou a se dispersar.

Veja fotos da cerimônia de posse

O novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, após receber a faixa presidencial do ex-presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, em Brasília — Foto: Evaristo Sá/AFP

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP) divulgou uma nota onde afirmou que o trabalho estava sendo encerrado. "Transcorreu dentro do planejado o último dia da Operação Posse Presidencial, que culminou com a chegada do presidente Jair Bolsonaro ao Palácio do Planalto".

A nota diz ainda que "a movimentação de pessoas pela Esplanada dos Ministérios começou cedo e, segundo levantamento do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI) da República e do Centro Integrado de Operações de Brasília (CIOB), participaram da festa cerca de 115 mil pessoas."

A Polícia Militar do DF informou que um homem foi levado para a 5º Delegacia de Polícia, na região central de Brasília, por importunação sexual. A Polícia Civil registrou ainda cinco furtos de celulares e de uma motocicleta.

O Corpo de Bombeiros disse que realizou 93 atendimentos. Dez pessoas foram levadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para os hospitais públicos da região central, mas nenhuma apresentava problemas graves, segundo a corporação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.