Coluna Fitness | Câimbra

Imagem relacionada
A câimbra, ou cãibra, é uma contração rápida, involuntária e dolorosa de um músculo que pode aparecer em qualquer parte do corpo, mas que, normalmente surge nos pés, mãos ou pernas, especialmente na panturrilha e na parte de posterior da coxa. A câimbra ocorre quando o músculo deixa de ter as condições ideais para uma contração muscular normal. 

A câimbra geralmente se manifesta na prática de uma atividade física, sobretudo nos indivíduos pouco condicionado – ou mal alimentado. Quando os músculos carecem de condições adequadas para realizar um esforço diferente do habitual, é câimbra na certa. Quem exagera no tempo ou na intensidade do exercício pode sofrer cãibras por falta de vitaminas e sais minerais, o que leva à fadiga muscular. 

A escassez de oxigênio na circulação também contribui para esse cansaço extremo dos músculos, gerando câimbras, isso pode está relacionado ao acumulo de ácido lático, que popularmente pode ser explicado como uma espécie de lixo orgânico que se acumula nos tecidos musculares quando as células usam a glicose para obter energia. Isso permite ao músculo continuar o esforço sem necessidade de recorrer ao oxigênio proveniente dos pulmões. Mas o excesso de ácido lático deflagra incômodo, é como se a musculatura ficasse sem ar e com menos espaço para se mover, gerando fadiga. Por isso a importância da correta respiração durante o exercício. 

O suor durante a atividade física também é mais um fator que ajuda no desencadeamento de cãibras, pois a perda excessiva de sódio pode levar à contração muscular, por isso a importância do que se bebe, pois a desidratação é decisiva para a ocorrência de câimbras. Com relação às cãibras noturnas, ocorrem normalmente com quem faz muito esforço físico durante o dia, podendo ter contrações à noite. E em quem não faz, também pode ter o incomodo das câimbras, mas, nesse caso, a falta de sódio é o fator crucial. O suor e a urina em excesso podem provocar a perda desse mineral e de outros elementos, pois organismo utiliza o sódio do músculo quando está sem reservas energéticas, isso gera uma resposta nervosa que leva a um estresse mecânico e às contrações involuntárias, ou seja, câimbras. Pessoas com diabetes, problemas neurológicos e lesões vasculares podem estar por trás de um simples espasmo muscular, pois são doenças capazes de favorecer as câimbras. Pessoas com insuficiência renal e que fazem hemodiálise tem uma redução da concentração de sódio no sangue e muitas vezes levam a problemas musculares, assim como a carência de outros minerais, como cálcio, magnésio e potássio. 

Na maioria das vezes, os episódios dolorosos são ocasionais, duram menos de um minuto e desaparecem espontaneamente. Analgésicos e antiinflamatórios não têm utilidade nenhuma no tratamento das câimbras. No entanto, nas crises, algumas medidas simples podem representar a melhor forma de tratamento. Alongar o músculo em espasmo e massagear a área afetada com movimentos circulares são técnicas fundamentais para promover o relaxamento da musculatura e alívio da dor. Aplicação de calor no local pode aliviar os sintomas, pois o aumento da temperatura favorece o relaxamento dos músculos. 

Câimbra não tem cura, mas alguns cuidados simples podem prevenir a repetição das crises, como por exemplo, uma boa hidratação, exercícios de alongamento e uma alimentação balanceada. 

Procure SEMPRE um profissional qualificado. Saúde é coisa séria.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.