DF Legal orienta população durante gestão de crise de obras em Vicente Pires

Objetivo é evitar que as pessoas descartem resíduos nas ruas e obras possam ocorrer dentro do cronograma.

Agência Brasilia

Com o objetivo de auxiliar as ações emergenciais em Vicente Pires, o DF Legal – Agência de Fiscalização passou a integrar o Gabinete de Gestão de Crise, na sede da Administração Regional da cidade. O trabalho da Superintendência de Fiscalização de Resíduos (Sufir) do DF Legal será de informar a população quanto ao descarte de lixo e inservíveis.

A orientação é que não joguem lixo, resíduos de obras ou podas de árvores na rua. Não descartem pneus, sofás, garrafas, móveis velhos, madeiras. Não lavem calçadas, carros ou esvaziem piscina diretamente na rua.

Georgeano Trigueiro, secretário do DF Legal, explica que o trabalho de orientação à população é importantíssimo para o bom andamento das obras.”Unimos forças com os demais órgãos para que as obras avancem o mais rápido possível, para que os moradores de Vicentes Pires deixem de sofrer com a questão de infraestrutura”. O subsecretário da Sufir, que tem coordenado as ações em campo, Rildo Wagner, explica que inspetores fiscais já estão em campo. “Estamos vistoriando as residências e levando conscientização aos moradores para que não descartem água, podas e lixo na rua. Tais ações podem interromper e atrasar as obras”.

Os trabalhos em Vicente Pires serão constantes, inclusive aos fins de semana, e coordenados por Marcelo Galimbert, subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras (Suaf). O secretário de Obras, Izídio Santos, despachará diretamente da RA duas vezes por semana, diretamente da Sala de Gestão de Crise, já em funcionamento no dia seguinte à tempestade.

Além dos representantes da Secretaria de Obras, o grupo é composto pelas pastas de Cidades, Comunicação e Relações Institucionais, além da Companhia da Nova Capital (Novacap). No quesito trânsito, participam o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) e o Departamento de Trânsito (Detran). Também fazem parte o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), a Polícia Militar (PMDF), a Defesa Civil, a Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), o Banco de Brasília (BRB) e a Administração Regional.

O decreto que formaliza a criação do gabinete será publicado nos próximos dias. O governador Ibaneis Rocha anunciou que vai liberar R$ 150 milhões para obras emergenciais para que a cidade volte à normalidade após as tempestades.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o volume de chuvas em 36 horas de maio ultrapassou os 43 milímetros de água, superando, em muito, a média histórica da capital, de 29,7 milímetros.

* Com informações do DF Legal – Agência de Fiscalização

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.