Pacco Britto: Estamos buscando recursos no exterior pois sabemos que os nossos são insuficientes

Nos encontros de sua visita à Suécia e Alemanha nos dias 26 a 30/04, o vice-governador Paco Britto, manteve contato com investidores, empresários, coordenadores de núcleos de incubação de startups e agências públicas. Paco Britto fez uma série de apresentações sobre os projetos considerados prioritários pelo GDF.

Segundo declarou Britto em entrevista à Agência Brasília, esses projetos tiveram sua prioridade definida pelo governador Ibaneis Rocha desde o período do governo de transição até o final de março: “O que estamos fazendo agora é buscar os parceiros certos, no Brasil ou no exterior, não apenas para fazer obras, mas, quando necessário, entrar como sócios, participando de PPPs (Parcerias Público-Privadas) ou de processos de concessão ou privatização”, disse o vice-governador.

De acordo com Paco Britto, os recursos próprios são limitados, assim como as fontes de financiamento públicas e privadas. “Estamos buscando recursos junto ao BNDES, mas de antemão sabemos que eles serão insuficientes. Por isso estamos saindo para o exterior em busca de parceiros para o desenvolvimento do DF”, explicou o vice. 

Paco Britto detalha que nessa busca de sócios e recursos no exterior, o foco inicial se voltou para os países europeus, mas sem que se descuidasse das muitas oportunidades que se abrem na América do Norte e na Ásia. “Seguindo orientação expressa do governador Ibaneis, estabelecemos logo no início do governo entendimentos com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)”, explicou o vice-governador.

De acordo com Paco Britto, teve início agora uma nova etapa desse processo, que é a aproximação com empresas e governos de países europeus, além da França e Portugal. Neste último país a cooperação tem sido excelente, tanto na esfera governamental quanto na empresarial, como ficou claro na missão chefiada pelo governador Ibaneis a Lisboa, em março passado, quando foram inúmeras as reuniões com investidores locais e quando foi assinado acordo de stopover com a TAP.

Nessa missão, cuidadosamente organizada pelo secretário de Relações Internacionais, o embaixador Pedro Luiz Rodrigues, iniciamos o processo de aproximação com dois parceiros importantes: a Suécia e a Alemanha. Estão em nosso radar, ainda nesta fase, a Espanha e a Itália, países que já mantém laços estreitos com o governo do Distrito Federal. Nas etapas seguintes vamos ampliar os entendimentos com os Estados Unidos, com a Ásia – em particular com a República Popular da China, Coréia e Japão, além dos países do Oriente Médio, concluiu o vice-governador.

Agenda Capital com informações da Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.