Em evento da ONU, Éricka Filippelli tratará de políticas de saúde para mulheres

Secretária será única representante brasileira no evento, que se realiza em Nova York, no EUA . O convite foi feito pelo Fundo de População das Nações Unidas, após assinatura de Carta de Intenções com o GDF. 

Éicka Filippelli representará o GDF em evento da ONU Foto: Renato Araújo / Agência Brasília

A secretária da Mulher, Ericka Filippelli, vai representar o Governo do Distrito Federal em um debate sobre saúde reprodutiva, métodos contraceptivos e saúde da mulher em evento da Organização das Nações Unidas (ONU). Ela será a única brasileira no painel paralelo ao fórum político de implementação do programa de ação da Conferência sobre População e Desenvolvimento (CIPD) na Agenda 2030. O encontro será na quinta-feira (18), em Nova York, nos Estados Unidos. O convite veio após Carta de Intenções assinada pelo GDF com o Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa). 

“É um encontro super interessante, com representantes de toda a América Latina e autoridades de alto nível, voltado aos desafios e avanços para implantação da Agenda 2030 da ONU, abraçada pelo GDF. Com certeza, a troca de experiências poderá trazer grandes políticas para o DF”, valoriza a secretária. De acordo com ela, o objetivo da gestão é tornar a política para as mulheres referência no Brasil. “Temos um território pequeno, mas muitas possibilidades”, vislumbra. 

Para a titular da pasta, é necessário que as políticas públicas tenham uma visão específica para as mulheres em todos os níveis governamentais, de forma a incluir ações educativas, preventivas, de diagnóstico, tratamento e recuperação. Também é importante assegurar assistência em clínica ginecológica, no pré-natal, parto e puerpério, no climatério, em planejamento familiar, DST, câncer de colo de útero e de mama, entre outras necessidades identificadas a partir do perfil populacional feminina. 

O convite à secretária, enviado por Jaime Nadal Roig, representante da Unfpa no Brasil, destaca a parceria estratégica com a pasta. Em março, no Dia Internacional da Mulher, o Unfpa e o GDF assinaram uma Carta de Intenções voltada a temáticas sobre população e desenvolvimento, saúde reprodutiva e juventude. As despesas com passagens internacionais, diárias e traslados serão pagas pelos organizadores, sem qualquer ônus aos cofres do GDF.
Éricka Filippelli, secretária da Mulher

“O convite mostra o quanto os organismos internacionais e as instituições têm reconhecido a importância do GDF ao tratar do tema, a forma como o governador Ibaneis Rocha tem colocado o assunto à frente, abrindo as portas para instituições não governamentais internacionais”, acredita a titular da Secretaria da Mulher. Ela classifica o reconhecimento como uma honra e espera que a oportunidade se converta em bons frutos para a população da capital. 

Conforme Éricka Filippelli, a parceria ajudará a desenvolver insumos e métodos contraceptivos, entre outros programas com que o GDF pretende trabalhar. “Nosso objetivo é ampliar o acesso, agilizar meios e estabelecer uma estratégia inovadora que permita o alcance das mulheres a serviços e informações, principalmente no sentido de planejamento reprodutivo”, destaca a secretária. 

Ela lembra da fila formada pela oferta de contraceptivo de longa duração, o DIU. “Ficamos assustadas com a quantidade de mulheres que nos procuraram. Percebemos que há uma grande carência e queremos mudar essa história”, ressalta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.