CPI do Feminicídio tem pré-acordo, com oposição na relatoria

Presidência e vice-presidência ficarão com Telma Rufino (Pros) e Claudio Abrantes (PDT), respectivamente. Relator será Fábio Felix (PSol).

Um “pré-acordo” definiu, nesta segunda-feira (04/11/2019), a composição da Comissão Parlamentar de Inquérito do Feminicídio (CPI do Feminicídio) da Câmara Legislativa. A presidência do colegiado ficará por conta da deputada distrital Telma Rufino (Pros). A vice-presidência, com Claudio Abrantes (PDT); e a relatoria com o oposicionista Fábio Felix (PSol). Os demais membros são Arlete Sampaio (PT) e Eduardo Pedrosa (PTC). O acordo deverá ser oficializado nesta terça-feira (05/11/2019), às 15h, durante sessão ordinária.

A escolha dos nomes se deu após acordo entre a base e a oposição da Casa. Com três dos cinco membros, os governistas preferiram ocupar as duas vagas de chefia dos trabalhos. Será Telma Rufino a responsável por definir a pauta e apontar quem serão as pessoas ouvidas pela comissão, que tem prazo de funcionamento até abril de 2020, podendo ser prorrogado. Claudio a substituirá quando ela estiver ausente.

Posto de destaque, a relatoria, responsável por compilar as informações e apontar soluções para questões levantadas pela CPI do Feminicídio, ficará a cargo de Fábio Felix. Ao lado de Arlete Sampaio, foi ele um dos proponentes das investigações sobre os vácuos que têm causado a morte de tantas mulheres do Distrito Federal de maneira violenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.